Guerras e rumores de guerras 1 - Ataque químico Síria, mais um falsa bandeira?

11-04-2017 01:37
                   
 
Iniciamos aqui uma nova série (que pode ou não ser intercalada com outros artigos) de título "Guerras e rumores de guerras" de forma a acompanhar o desenrolar das situações de conflito que se têm arrastado pelo mundo.
E sem ser preciso muita coisa qualquer um já percebeu que o panorama está crítico e cada vez mais próximo de uma guerra à escala global, tal como já muito alertamos que seria necessário para do caos trazer a Nova Ordem Mundial. Na Europa temos atentados terroristas de islamitas praticamente todos os meses e ainda uma instabilidade política e polarização ideológica crescente na população. Nos países da América latina também instabilidade política como há muito não se via, e no médio oriente, nomeadamente na Síria, a guerra ameaça tornar-se um conflito à escala global, pois de nada adiantam as supostas conversas e acordos entre os intervenientes. E é aqui na Síria que nós sabemos que existe uma bomba relógio que rebentando poderá dar início a tudo que as elites desejam.
 
 
Síria, ataque químico ou falsa bandeira?
Na passada semana a mídia notíciou um ataque com armas químicas por parte do regime Sírio de Bashar-al Assad, mas o regime Sírio logo negou ter feito esse ataque e realmente tê-lo feito faz tudo menos sentido.
Depois de ainda há pouco tempo a generalidade da opinião pública crer que Trump até poderia ser um aliado de Assad e Putin na luta contra o terrorismo (1) e de apenas cinco dias antes do ataque, o Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, dizer que: "O estatuto do Presidente Assad será decidido pelo povo sírio", implicando uma mudança definitiva na política externa americana em relação à mudança de regime na Síria, de repente com um estranho ataque com armas químicas contra civis todo o cenário muda.
E diga-se que esse ataque faz tudo menos sentido pois após um acordo entre os EUA, Rússia e a Síria com o aval das Nações Unidas que retificou a destruição de todo o arsenal químico sírio em 2014, como pode agora a Síria ter feito este ataque?
Depois também se deve perguntar como Assad na eminência de ganhar a guerra, tendo os rebeldes completamente controlados e com uma janela de oportunidade de com Trump e Putin terminar o conflito, a que propósito usaria agora armas químicas? E mesmo tendo utilizado estas armas como poderia Assad ser tão estúpido usando essas armas contra alvos civis?

 

Será Assad estúpido?

Realmente muitos se questionam por que Assad seria estrategicamente tão estúpido para ordenar um ataque de armas químicas e incitar a ira do mundo, já que estava mais perto do que nunca de vencer a guerra contra o ISIS e os rebeldes jihadistas.
Por que Assad colocaria as garantias dos EUA em perigo com o lançamento de um terrível ataque químico, permitindo que as agências de notícias utilizassem mais uma vez crianças como adereços para pressionar para mais uma guerra maciça no Oriente Médio?
Além disso, a última vez que os EUA tentou explorar um ataque de armas químicas para lançar ataques militares contra o governo de Assad, o incidente foi mais tarde provado não ter sido trabalho do governo sírio.
A narrativa do ataque de agosto de 2013 em Ghouta, que Barack Obama citou como o pretexto para um ataque há muito aguardado dos EUA contra alvos do governo em auxílio de rebeldes jihadistas, colapsou completamente depois que se descobriu que afinal foram os rebeldes que usaram armas químicas fornecidas a eles pela Arábia Saudita (país aliado dos EUA) (2). Carla Del Ponte das Nações Unidas também disse que as evidências sugeriam que os rebeldes haviam usado o gás sarin (3). 
 

 Ron Paul, Ex-membro da Câmara dos Representantes do Congresso dos Estados Unidos da América afirmou que ataque químico na Síria foi provavelmente um falsa bandeira : www.ronpaullibertyreport.com/archives/false-flag-ron-paul-says-syrian-chemical-attack-makes-no-sense

 
E será que as pessoas são tão manipuladas que nem sequer questionam de onde vem o brutal financiamento destes grupos terroristas?
Assim nada disto faz sentido e é sem duvida mais uma manobra de falsa bandeira das elites globalistas para trazer a guerra necessária para desestabilizar o mundo.
 
Trump, o elemento certo no lugar certo
 
 
E agora também se entende melhor como Trump cai como uma luva para a estratégia de guerra das elites, pois dessa forma eles têm o melhor elemento (pois dele espera-se tudo) no lugar certo (presidente dos EUA) para dar início às hostilidades. E realmente Trump, sendo mais um agente das elites (tal como foi Obama), só precisava mesmo dum pretexto como um suposto ataque químico para bombardear a Síria e logo hostilizar a Rússia.
 
 

Tudo um teatro

 
Mas acima de tudo o que as pessoas devem entender é que todos os blocos políticos (assim como religiosos), seja os EUA, a Rússia, a China, o Irão e mesmo Assad todos eles são dominados pelas elites em suas cúpulas e dessa forma é fácil montar um conflito global. Tudo que vemos na mídia é um teatro bem encenado por um poder cabalista que através de sociedades secretas domina este mundo nas sombras. E uma vez que a maioria da humanidade acredita em tudo que vê na mídia, sem sequer pensar que muitas das coisas que lá vê fazem tudo menos sentido, as elites fazem o que querem do mundo.
Assim, passo a passo, vemos o mundo caminhando para a fase 1 de implantação da Nova Ordem Mundial, ou seja, o conflito e polarização. Daí virá a infame e final solução para enganar a todos, a Nova Ordem Mundial.
Quanto a timings podemos apenas especular mas pelo panorama de rumores de guerra e até já de guerra efetiva tudo deve estar bem próximo, pelo que cada vez é mais importante fazer um forcing na divulgação desta conspiração que pretende apenas a escravização do ser humano. Pesquise, informe-se, questione o que vê na mídia e abra a mente para entender o quão funda é a toca do coelho.
 
 
Quando ouvirem falar de guerras e rumores de guerras, não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.
Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá terremotos em vários lugares e também fomes. Essas coisas são o início das dores.

Marcos 13:7,8

 

Referências:

 
(1) Por que Trump pode ser aliado de Assad na Guerra da Síria?
internacional.estadao.com.br/blogs/gustavo-chacra/por-que-trump-pode-ser-aliado-de-assad-na-guerra-da-siria/
 
(2) Saudi black op team behind Damascus chem weapons attack – diplomatic sources
www.rt.com/news/syria-sarin-saudi-provocation-736/
 
(3) Rebeldes sírios usaram gás sarin, afirma Carla del Ponte
www.publico.pt/2013/05/06/mundo/noticia/rebeldes-sirios-usaram-gas-sarin-afirma-carla-del-ponte-1593461