Irão, países islâmicos e a chegada da Nova Ordem Mundial

06-09-2016 11:30
                            
Depois de termos analisado como a cúpula política e económica da China está envolvida na conspiração da Nova Ordem Mundial, vamos agora aproveitar uma notícia recente sobre o Irão para demonstrar como também os governos dos países islâmicos são controlados pelas elites cabalistas e seus fantoches.
Nos países islâmicos a política confunde-se com a religião, no Irão (uma das maiores forças militares islâmicas) a principal autoridade é representada pelo seu líder supremo:
 

Líder Supremo do Irão

 Aiatolá Ali Khamenei

 
O Líder da Revolução do Irão (português europeu) ou I(português brasileiro) é a maior autoridade política e religiosa da República Islâmica do Irão. O cargo foi instituído em 1979, no contexto da Revolução Iraniana e, desde junho de1989, é ocupado pelo aiatolá Ali Khamenei, que sucedeu ao aiatolá Khomeini.
(…)
O Líder da Revolução é a autoridade máxima em termos políticos e religiosos. É o Comandante Supremo das Forças Armadas, orienta a política externa e decide sobre questões relativas à guerra e à paz. Tem também o poder de nomear os ocupantes dos principais cargos do poder judiciário, o que lhe confere uma grande influência sobre este poder e sobre todo o processo eleitoral, mais especificamente sobre quem pode se candidatar aos cargos executivos e legislativos nacionais e regionais. O seu poder não pode ser posto em causa em nome do princípio do "velayat-e-faqih", que institui a supremacia do poder espiritual.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADder_Supremo_do_Ir%C3%A3o
 
Ora, como vemos, o poder deste cargo é absoluto e não deixa de ser significativo que o atual Líder Supremo tenha vindo recentemente dizer que uma “Nova Ordem Mundial” está nascendo:
Nova ordem mundial está nascendo, diz líder supremo do Irã em encontro de países
http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/24024/nova+ordem+mundial+esta+nascendo+diz+lider+supremo+do+ira+em+encontro+de+paises.shtml

 Ex-presidente do irão Mahmoud Ahmadinejad fartou-se de pedir a Nova Ordem Mundial

 
E isto nem sequer é novidade, pois o anterior presidente do Irão Mahmoud Ahmadinejad também se fartou de falar no mesmo:
 

Em visita a Cuba, presidente do Irã pede nova ordem mundial

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=173168&id_secao=7
 
Ora só alguém muito ingénuo ou que nem sonha como as elites trabalham é que pode achar que isto é uma coincidência ou que eles estão a falar de Novas Ordens diferentes...

 Atual presidente do Irão Hassan Rohani com Papa Francisco, ambos tencionam o mesmo: A religião única mundial, tanto que Rohani chegou a dizer:

Presidente iraniano pede para Papa Francisco rezar por ele

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/01/presidente-iraniano-pede-para-papa-francisco-rezar-por-ele.html

A questão é: A QUAL DEUS? Nós respondemos, o mesmo de ambos, que é Satanás


Como é óbvio os líderes iranianos são fantoches das elites cabalistas que lhes prometem poder e dinheiro de forma a manter o status quo nos seus países e alinhar os mesmos para a chegada da Nova Ordem Mundial.
Mas não são só os discursos que nos fazem enxergar que todos estão alinhados na oculta conspiração, as atitudes e também uma recente notícia faz-nos ver qual o caminho que usam para isso:
 

Irã anuncia chegada iminente do “messias islâmico” e da 3ª Guerra Mundial

Fonte:
https://noticias.gospelprime.com.br/ira-chegada-messias-islamico-3-guerra-mundial/?utm_source=twitter&utm_medium=share-bar-mobile&utm_campaign=share-bar 
Texto editado e adaptado:
 
O governo iraniano vê a atual instabilidade no Oriente Médio como um sinal de que a vinda do Mahdi – ou messias islâmico – é iminente. Uma de suas principais características é unir os povos e trazer a paz, algo que os cristãos geralmente atribuem ao anticristo. Mas antes ele destruirá todos os inimigos de Alá.
Desde 2012 Teerão vem produzindo material de cunho político-religioso para lembrar a população das profecias sobre o final dos tempos.
Nas últimas semanas, foi divulgado uma espécie de ‘comercial’ sobre a preparação do Irã para a terceira guerra mundial. Para um expectador ocidental, poderia parecer um trailer ruim de algum filme de super-herói muçulmano, mas reflete convicções religiosas antigas dos sunitas.
Um homem de aparência normal assume a liderança de uma espécie de exército popular, mas eles não precisam de armas. Com um poder “sobrenatural” ele derrota os inimigos do Islã, representados pela bandeira norte-americana que queima no final do vídeo (veja-o no final).
Não importa se contra o exército de “soldados da fé” é usado o que existe de mais poderoso em armamento militar, incluindo helicópteros, caças e porta-aviões. Sua voz de comando é suficiente.
Para quem conhece os sunas e hadiths, tradição islâmica seguida pela maioria dos muçulmanos, sabe que existem várias ‘profecias’ sobre um grande líder que se levantará nos últimos dias. Ele terá grande poder e instituirá uma única religião mundial. Mais de dois terços do um bilhão de muçulmanos que vivem no planeta esperam que o Mahdi venha logo, indica a nova pesquisa Pew Research.
No Oriente Médio, Norte da África, Sul da Ásia e Sudeste da Ásia “metade ou mais muçulmanos acreditam que vão viver para ver a vinda do Mahdi”. Esta expectativa é mais difundida no Afeganistão (83 %), Iraque (72 %), Tunísia (67 %), Turquia (68%) e Malásia (62 %).
O general Mohammad Ali Jafari, comandante da Guarda Revolucionária Islâmica, afirma que o Irã já preparou cerca de 200,000 homens em todo o Oriente Médio que estariam prontos para a chegada do Mahdi.
Para os muçulmanos, esse homem será um grande líder que dará “início a justiça antes do Dia do Juízo”.
Em entrevista ao jornal Turkish Daily Sabah, da Turquia, Jafari explica que a recente onda de violência e o que ocorre atualmente na região, incluindo a ascensão do Estado Islâmico e outros grupos extremistas, são sinais que a chegada do messias muçulmano é iminente.
Os eventos que ocorreram nos últimos anos estão preparando o terreno para o surgimento de Imã Mahdi." Segundo o Middle East Monitor, esse “exército” reúne jovens na Síria, Iraque, Afeganistão, Paquistão e Iêmen.
Na tradição islâmica, há uma “profecia” de Maomé, feita no século sétimo sobre isso. Mas ela recebe diferentes interpretações. Os muçulmanos xiitas defendem que o mahdi se levantará após um período de violência generalizada e instabilidade.
 
 

Conclusão

 
Tudo isto se alinha com o que temos escrito, prevendo o surgimento do caos, instabilidade e logo após isso uma farsa de salvação e religião única mundial (ecumenismo) trazida pelo Mahdi (anticristo), supostamente auxiliado por “Jesus”, segundo a crença muçulmana. Claro que não será Jesus a ajudar o Mahdi, mas sim algo representativo do mesmo, sendo quanto a nós o “Falso Profeta” a representar esse papel, mas só assim os satanistas poderão enganar os muçulmanos a crer que o anticristo é o seu “salvador”. É que por muito que lhes custe, até no islão Jesus é incontornável. Seja como for o que é certo é que a propaganda político-religiosa dos paises muçulmanos está totalmente alinhada na agenda da Nova Ordem Mundial.
 
Os governos islâmicos e a Nova Ordem Mundial
 
Mas o mais interessante é ver como os governos islâmicos estão a preparar as populações exatamente de acordo com o que aqui tem sido previsto, o que demonstra por si mesmo que as cúpulas islâmicas estão todas alinhadas na conspiração da NOM. É ainda significativo que o poder do mal para o Islão, nomeadamente no vídeo de propaganda, estar representado pelos EUA, o que também se alinha com a nossa tese que no final alguém ligado aos EUA será o bode expiatório do Anticristo para que este possa chegar ao poder. 
Contra fatos não há argumentos e é evidente que o atual poder islâmico está também sobre o controle cabalista das elites satânicas fomentando guerras e ódios, cumprindo a sua agenda.  Controlando o topo eles manipulam e conduzem o povo exatamente a acreditar no que eles querem, ou seja, a condução para a morte...

Sim meus amigos, O MUNDO NÃO É COMO VOS CONTARAM!